03. julho 2013 · Comentários desativados em Rede britânica lançará ‘hotel inteligente’ que usa smartphone para controlar quarto · Categories: Hotelaria de Fato · Tags: , , ,
(Foto: Divulgação/Whitbread)

(Foto: Divulgação/Whitbread)

Aplicativo permite fazer reserva, check-in e controlar temperatura do quarto.
Hóspede poderá controlar TV e pedir comida pelo celular.

A rede de hotéis britânica Whitbread lançará em 2014 uma nova linha de apartamentos “inteligentes” que permitem que os usuários façam reservas e controlem o quarto por meio do smartphone. Chamado de Premier Inn ‘hub’, o hotel terá sua primeira unidade em Covent Garden, em Londres e oferece um quarto pequeníssimo, de 12 metros quadrados, com cama, banheiro com chuveiro, uma smarTV de 40 polegadas, mesa de escritório e conexão Wi-Fi.

Leia mais em G1

06. fevereiro 2013 · Comentários desativados em Os quartos do futuro · Categories: Hotelaria de Fato · Tags: , , , ,

Os quartos do futuro

Durante conferência de turismo realizada na Espanha, a FITURTECH 2013, foi exibido um projeto pelo studio de design SerranoBrothers desenvolvido em parceria com o Instituto Tecnológico Hotelero de Madri. O projeto revela como poderão ser os quartos de hotéis no futuro.

O quarto, batizado de ITH Room Xperience, é focado na interação entre os smartphones usados pelo hospede e as telas, paredes, espelhos e até o chão do dormitório. O ambiente contaria com diversos displays sensíveis ao toque e até um espelho interativo, no qual o visitante poderia experimentar as roupas sem nem se quer vesti-las.

Além de um espaço para descanso, o ITH Room Xperience também prevê um spa e um local apenas para o hospede relaxar e admirar a paisagem através de janelas com o formato de olhos, que abrem e fecham suas pálpebras conforme o comando.

Leia mais e assista o vídeo em TECMUNDO

 

Na copa e nas olimpíadas tarifas harmonizadas

Em uma reunião entre empresários hoteleiros e o ministro do turismo, Gastão Vieira, ficou acertado que trabalharão em conjunto de modo a harmonizar as tarifas dos hotéis, eles prometeram que não haverá preços abusivos durante a Copa e a Olimpíada, o monitoramente será feito periodicamente.

Vieira disse que pretende visitar as cidades onde haverá jogos, acompanhado de empresários. “O governo não vai permitir que sejam cobrados preços acima da realidade de mercado e para a peculiaridade do momento dos eventos”, disse o ministro.

Leia mais em EXAME

 

19. outubro 2012 · Comentários desativados em Wi-Fi nos hotéis · Categories: Artigos, Hotelaria de Fato · Tags: , , , ,

Por João Luís de Almeida Machado

Disponibilizar os serviços Wi-Fi é essencial para hotéis e pousadas, mas o acesso a internet deve ser planejado para garantir a satisfação dos hóspedes

A internet tornou-se ao longo do século XXI um elemento de trabalho e entretenimento que não pode ser ignorado por nenhum setor produtivo. A disponibilização de meios técnicos para facilitar o acesso à rede mundial de computadores tornou possível que as pessoas em trânsito consigam trocar mensagens, acessar redes sociais, atualizar-se em relação às notícias do dia, assistir vídeos, participar de cursos online e, mesmo, fechar negócios.

Além dos turistas que circulam pelos quatro cantos do mundo, há igualmente um enorme fluxo de pessoas que viajam a trabalho e que carregam seus notebooks, netbooks, tablets e smartphones que lhes permitem estar em contato rápido e, acima de tudo, necessário, com as empresas em que trabalham.

Além de tecnologias como os mini-modems, associados as redes 3G e 4G (ainda não instalada no Brasil e que está anunciada para iniciar operações de forma mais ampla no país até a Copa de 2014 nas capitais e principais regiões metropolitanas), há também um esforço grandioso nos municípios para que em locais públicos se ofereça o acesso via Wi-Fi. Este serviço, a partir de parcerias com empresas do segmento de telefonia móvel, está sendo oferecido, gratuitamente ou através de pagamento online, em aeroportos, rodoviárias e outros locais de fluxo de passageiros.

Os hotéis brasileiros estão investindo nesta tecnologia. Os custos não são tão altos, mas irão depender do tamanho do estabelecimento, pois para que funcionem terão que ser disponibilizados roteadores em todos os andares ou regiões de circulação dos hóspedes. O ideal é que empresas especializadas sejam contratadas para garantir a qualidade do serviço oferecido, o que se relaciona, neste caso, não apenas a disponibilização de Wi-Fi em todas as áreas do hotel, mas também a criação de condições técnicas que permitam acesso rápido e de qualidade a qualquer tipo de conteúdo aos hóspedes. Isso significa, por exemplo, que caso seja necessário baixar um vídeo ou qualquer outro tipo de arquivo, por mais pesado que seja, não existam dificuldades para tal intento, como a queda constante do sinal ou a demora neste procedimento, o que muitas vezes cancela a ação e frustra o usuário, neste caso, o hóspede do hotel.

É necessário, também, neste caso, que os hotéis criem senhas de acesso a seus serviços Wi-Fi para evitar o uso de sua banda de internet por pessoas que não estejam instalados em suas dependências.

Uma questão que ainda não foi resolvida por alguns estabelecimentos refere-se aos custos do serviço: cobrar ou não dos hóspedes pela utilização do Wi-Fi? Alguns hotéis somente disponibilizam acesso se o hóspede se prontificar a pagar um valor diário pelo uso deste serviço. Outros estabelecimentos, por sua vez, optaram por oferecer Wi-Fi como parte do pacote de benefícios aos quais seus clientes têm acesso ao se instalar por alguns dias em suas acomodações.

É claro que no segundo caso isso pode ter sido calculado como parte do preço das diárias e estar já embutido neste custo. Faz sentido, pois significa custo para o hotel ou pousada, ainda que não seja tão elevado. Diluindo-se os valores ao longo do ano, tendo em vista a taxa média de ocupação dos quartos e a média de utilização dos serviços pelos clientes é possível saber exatamente quanto isso custa para o hotel e, com isso, inserir o valor na diária, sem que isso se torne um custo alto para o hóspede.

Ao se cobrar por fora pelo serviço, ainda que as taxas não sejam elevadas, cria-se um desconforto para o cliente, que necessitando do acesso a internet, irá pagar por isso, sem dúvida alguma. No entanto, para os hóspedes, esta cobrança a parte e explícita ocasiona críticas que poderiam ser evitadas e que repercutem, inclusive, através da internet, nas redes sociais. Através de suas contas pessoais no Facebook, Twitter ou YouTube, por exemplo, ao analisar o hotel ou pousada, é muito comum que o hóspede enumere as qualidades e os defeitos do estabelecimento, enaltecendo mais aquilo que foi mais evidente para ele e, numa época como a nossa, em que as pessoas usam muito seus computadores e dispositivos móveis (tablets e smartphones), esta reclamação específica quanto ao Wi-Fi ser ou não cobrado tem grande repercussão!

João Luís de Almeida Machado é Doutor e mestre em educação, graduado em história, escritor e membro da Academia Caçapavense de Letras, atua no ramo de gastronomia e hotelaria como pesquisador, jornalista e professor.

01. outubro 2012 · Comentários desativados em 10 ferramentas de escritório que estão em extinção, segundo pesquisa do LinkedIn · Categories: Gestão de Pessoas · Tags: , , ,

O site Linkedin realizou um estudo, com mais de 7 mil profissionais, perguntando sobre as tendências e ferramentas de trabalho que provavelmente desaparecerão dos escritórios até 2017.

De acordo com os brasileiros, o aparelho de fax (com 81%) lidera a lista de ferramentas que desaparecerão em 5 anos, seguido por:

Padrões de horário de trabalho – 62%

Gravadores de fita – 48%

Computadores de mesa – 41%

Trajes formais de trabalho (terno, gravata, etc.) – 35%

Porta-cartões de mesa – 29%

Um escritório com porta – 26%

Baias – 25%

Telefones de mesa – 23%

Cartões de visita – 17%

O site foi além, e também perguntou quais ferramentas ganharão mais destaque. O resultado apontou que a maioria dos entrevistados escolheu o Tablet (55%), seguido de armazenamento em nuvem (54%), horas flexíveis de trabalho e smartphones (ambos com 52%).

O levantamento perguntou os sonhos que os profissionais gostariam de ver no futuro. Globalmente, os resultados apontaram que o maior desejo dos entrevistados é ter um clone, ou assistente para ajuda-los ao longo do dia (25%), já o maior desejo dos brasileiros, segundo o estudo, é ter uma área no escritório com luz solar (30%).

Estudos como esse, realizado pelo Linkedin, são importantes termômetros para medir como anda a situação nos escritórios ao redor do mundo. Porém, uma reviravolta curiosa acabou surpreendendo, 19% dos entrevistados globais apontaram como seu maior desejo, ter um botão que pudesse silenciar seus colegas de trabalho, para não ouvi-los falar.

Fonte: Administradores – O Portal da Administração

26. setembro 2012 · Comentários desativados em Hotéis buscam fidelidade oferecendo tecnologia · Categories: Hotelaria de Fato · Tags: , , ,

A tecnologia vive em constante aprimoramento, e quem não segue o fluxo fica para trás. Isso não é diferente para os hotéis, o que vemos é uma busca incessante de recursos tecnológicos para oferecer o melhor ao seu cliente. Em um mundo onde “estar conectado” é parte da rotina de qualquer indivíduo, existe um desafio para satisfazer as necessidades de cada faixa etária.

Ter um computador com acesso à internet não é mais o suficiente, a exigência é cada vez mais rigorosa. Oferecer um diferencial é essencial, a adaptação é necessária. A tecnologia não é mais vista apenas em ficção científica, o futuro chegou e é preciso inovar nas escolhas. Vale a pena, o esforço fica refletido na satisfação do cliente.

“Estamos num período de transição”, afirmou Bjorn Hanson, reitor divisional do Centro Tisch de Gestão de Hotelaria, Turismo e Esporte da Universidade de Nova York. “Os hotéis estão descobrindo não só como ser diferente, mas estão tentando desvendar o que as pessoas realmente querem. Elas parecem querer produtividade – e o ‘fator surpresa’. Elas se perguntam: ‘O que estou recebendo no hotel é pelo menos tão bom quanto o que tenho em casa? Deveria ser melhor, mais rápido e mais impressionante do que na minha casa’.”

Confira a reportagem completa no Portal IG