28. julho 2014 · Comentários desativados em Preciso de uma governanta. Qual? · Categories: Artigos · Tags: , , , , , , , , , , , ,

shutterstock_159820598_menor

Algumas empresas se debruçam no planejamento dos recursos humanos e, de forma estratégica, se antecipam às necessidades, ora desenvolvendo sucessores, ora buscando, no mercado, o profissional que atenda às especificidades do cargo, respeitando a alma da empresa e os objetivos da função.

Por outro lado, a maioria das empresas não investe com o mesmo empenho nos processos seletivos, começando pela análise superficial do currículo com base apenas na avaliação das competências técnicas. É preciso definir o perfil exato do futuro profissional para que a contratação seja, de fato, certeira.

Ao tentar responder a pergunta que originou o título do artigo, a empresa poderá assinalar, por exemplo, que precisa de uma governanta que saiba reestruturar e supervisionar a equipe, coordenar as atividades, conter os custos, acompanhar as políticas e padrões, como também os planos orçamentários, qualificar equipes e elaborar escalas de serviços.

No que tange o comportamento desse profissional, a empresa tentará “pescar” um comportamento corriqueiro e torná-lo padrão. Por exemplo, profissionais que não apresentaram estabilidade nos últimos empregos serão rotulados com a imagem que repetirão esse histórico sempre.

Se fosse fácil selecionar profissionais, não estaríamos passando por uma série de erros que levam a alta rotatividade em muitas empresas, devido à complexidade dos processos de contratação. A solução pode estar em compreender a real importância do processo de seleção e incluir, na arquitetura do cargo, também as competências comportamentais analisadas com ferramentas apropriadas, evitando a subjetividade.

Há dois exemplos, que recentemente tive contato, que apresentaram competências técnicas semelhantes, ou seja, estariam facilmente concorrendo às mesmas vagas no mercado. Porém, apresentam comportamentos diferentes. O principal talento delas será utilizado para denominá-las e, assim, compreenderemos como os perfis apresentam distinções no atendimento das demandas.

A Governanta Observadora apresenta como principal característica a capacidade de buscar fatos históricos para compor suas ações no presente e futuro. Dessa forma, consegue interferir e corrigir os erros. Apresenta facilidade e necessidade de identificar padrões e é justamente nesse quesito que busca segurança para lidar com as situações e tomar decisões. Utiliza das perguntas para encontrar uma visão linear dentro do tempo e do espaço. A produtividade da Governanta Observadora aparece com o tempo, quando se ambienta com a política e padrões da empresa, a profissional deixa de ver o ambiente como desconhecido e, a partir daí, desabrocha uma gestora servidora de apoio à equipe. Deste momento em diante, compreende com facilidade o caminho que deve tomar para acompanhar o time e, principalmente, se reconhece como parte integrante do grupo.

Já a Governanta Gerenciadora é seletiva no relacionamento profissional, procura pessoas com credibilidade e alta capacidade para associar-se. Nessa composição de grupo, ela sente a possibilidade de vencer barreiras, investindo todos os recursos para transformar sua equipe em pessoas de alta eficiência. No processo seletivo para composição de seu time, optará por profissionais que permitem e apresentem condições de evoluir e crescer profissionalmente. Sua principal característica é conduzir seus colaboradores para o desenvolvimento, saindo do medíocre em direção ao excepcional. A Governanta Gerenciadora administra sua equipe para atingir resultados através da persuasão, sem agressividade. Ela projeta no trabalho um modo de vida, pois tem personalidade de pessoa objetiva e assertiva, agindo sempre de forma positiva e arrojada.

O sucesso desses perfis na empresa dependerá de como essas características comportamentais serão respeitadas e se haverá sintonia com as políticas da empresa.

A Governanta Observadora será mais produtiva em uma empresa estável, com padrões bem definidos e que valorize relacionamentos sociais e de consideração entre seus funcionários, isto é, uma empresa que apresente planejamentos em médio e longo prazo, incluindo as possíveis mudanças. Para que sua equipe seja eficiente e se desenvolva para atingir resultados positivos, o gestor responsável pelo trabalho da governanta deverá dar tempo para que ela possa pensar e agir, dentro do possível, é claro. É preciso saber aproveitar as qualidades dela como planejadora e suas características de ponderação e obstinação.

Já a Governanta Gerenciadora necessita de ambiente que favoreça o desenvolvimento, que necessita de respostas rápidas e dinâmicas, como também prioriza os resultados focados na objetividade. Será mais produtiva em empresas que apresentam mudanças constantes e evolutivas, que compreendam as necessidades das pessoas, mas necessita de lideres que tomam decisões, na sua maioria, de forma independente.

Os pontos mais destacáveis desse perfil são: a automotivação e a tendência em agir por conta própria. Seu gerente deverá estar atento a essa característica, para extrair o melhor de sua produtividade, provendo um ambiente em que ela possa seguir seus caminhos, desde que os resultados finais sejam os esperados. Para esse perfil, é importante que seu gerente lhe apresente desafios constantes e a premie por objetivos atingidos, mantendo-a sempre em atividade.

Interessante compreender que para esses dois perfis há oportunidades de trabalho, porém ou trabalharão em empresas diferentes ou numa mesma empresa em momentos diferentes. Como também é nítido compreender que os gerentes, lideres desses perfis, também apresentam estilos diferentes de relacionamento. Desta forma, é compreensível que a competência técnica não seja suficiente para designar um profissional compatível.

Acredito, com essa análise, que esteja mais fácil entender determinados perfis que passaram pela empresa, mesmo com alta competência técnica, mas apresentaram pouca produtividade ou uma passagem rápida.

*Baseados em perfis reais, utilizando a ferramenta DISC. Trechos do texto foram extraídos do relatório da análise descritiva de profissionais representados pela QI Profissional.

26. março 2014 · Comentários desativados em Indicados ao Prêmio VIHP categoria gerentes de Receitas – Unidade Hoteleira · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , , ,

VIHP - Gerência de Receitas

Como gerentes de Receitas – Unidade Hoteleira, estão na corrida pelo troféu o italiano radicado no Brasil Francesco Giordano, revenue manager e supervisor de Reservas do Meliá Brasil 21 e formado pelo curso RM Now; Gabriella Guilherme Lapos, gerente de Receitas do Hilton São Paulo Morumbi e com experiência anterior em outras grandes redes como Accor e IHG (InterContinental Hotels Group); e Rafael de Freitas Tenório, revenue manager do Sofitel Guarujá Jequitimar, unidade onde faz carreira desde 2006. Torce para qual indicado?Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor.http://vihp.com.br/

 

26. março 2014 · Comentários desativados em Indicados ao Prêmio VIHP categoria Gerência de Vendas – Regional · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , ,

 

VIHP - Gerência de Vendas Regional

Profissionais do Nordeste e Sudeste disputando a categoria Gerência de Vendas – Regional. Integram a lista de finalistas Leandro Begoti, atual gerente geral de Vendas do Bourbon Convention Ibirapuera e que será avaliado pelo prêmio por sua atuação como gerente Regional de Vendas da rede paranaense; Robspierre Valcacio, gerente Regional de Vendas – Bahia do Grupo Pestana, com mais de 20 anos de experiência no Nordeste; e Sueli Fernandes, gerente Regional Nordeste da rede Deville, também com ampla atuação neste mercado. Qual é a sua opinião, quem vencerá?

Corrigindo: Sueli Fernandes é da cidade de Salvador, BA (na imagem aparece somente Nordeste)

Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor. http://vihp.com.br/

 

26. março 2014 · Comentários desativados em Indicados ao Prêmio VIHP na categoria Gerência de Vendas – Unidade Hoteleira · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , , ,

 

VIHP - Gerência de Vendas Unidades

Dois representantes de São Paulo e um de Minas Gerais disputam a categoria Gerência de Vendas – Unidade Hoteleira. Competem Ana Paula Volpon Neves Roman, atual diretora de Vendas do Sofitel Guarujá Jequitimar e que tem em seu currículo oito anos de atuação no Grupo Posadas; Anderson Vieira Bastos, gerente de Vendas do Mercure BH Lourdes, hotel onde começou sua carreira na Accor, em 2003; e Pedro Henrique Silveira Masini, gerente de Vendas do Sheraton São Paulo WTC e membro do Comitê de Hotelaria da Alagev (Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas). Dia 07 de abril saberemos. http://vihp.com.br/

26. março 2014 · Comentários desativados em Acompanhe os indicados na categoria Gerência de Governança do Prêmio VIHP 2014 · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , , ,

VIHP - Gerência de Governança

Luciana de Andrade Araújo, atua no Pullman São Paulo Ibirapuera desde 2008; Tania Glass Lopes, acaba de completar dois anos como gerente de governança no hotel Grand Hyatt São Paulo; Elaine de Fátima Santos, responsável pela área no Hotel Villa Rossa, instalado em São Roque, no interior paulista. Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor. http://vihp.com.br/

26. março 2014 · Comentários desativados em Conheça os indicados ao Prêmio VIHP 2014 categoria Gerência de Hospedagem. · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , ,

VIHP - Gerência de Hospedagem

Neste ano, Eliseu Moraes Neto é um dos executivos que disputam a categoria. O atual responsável pelo setor no Praiamar Natal Hotel & Convention, no Rio Grande do Norte, concorre com Fernanda Martins Siqueira, que atua no empreendimento paulistano The Capital desde 2010. O terceiro candidato ao prêmio é Tiago Cunha Secches,gestor com mais de dez anos de experiência no mercado hoteleiro, que está há quase três anos na gerência de hospedagem do Sheraton São Paulo WTC. Quem vencerá?Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor. http://vihp.com.br/

26. março 2014 · Comentários desativados em Indicados ao Prêmio VIHP categoria Gerência de Eventos · Categories: Gestão de Carreira · Tags: , , ,

VIHP - Gerência de Eventos

Se os indicados ao Prêmio VIHP 2014 na categoria Gerência de A&B foram todos homens, as mulheres dominaram a categoria Gerência de Eventos: Viviane Brazioli Nastri, do Blue Tree Premium Morumbi; Joanna Van Hoogstraten Aranha Póvoa, Hotel Copacabana Palace; e Nairana Leal de Magalhães, atuante no Grande Hotel Campos do Jordão.  Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor.  http://vihp.com.br/ 

 

26. março 2014 · Comentários desativados em Indicados ao Prêmio VIHP 2014 na categoria Gerência de Alimentos e Bebidas · Categories: Gestão de Pessoas · Tags: , , , ,

VIHP - Gerência de A&B

Tales Menezes Matzenbacher, que desde setembro de 2012 comanda o setor de A&B do Hilton São Paulo Morumbi; Flávio Correia Granja Coelho, responsável pelo setor no Tivoli Ecoresort Praia do Forte; e Daniel Tamari Chinen, gerente de Alimentos e Bebidas do Emiliano Hotel. Os perfis dos profissionais serão encaminhados para uma banca de jurados composta por profissionais da alta administração no segmento hoteleiro. No dia 07 de abril conheceremos o vencedor.  http://vihp.com.br/