13. setembro 2016 · Comentários desativados em Sem crise na carreira profissional · Categories: Gestão de Carreira, Gestão de Pessoas · Tags: , , ,

Mais parece um sonho, mas a trajetória profissional desse hoteleiro pode ser traduzida em atender ao chamado de sua vocação. Na realidade, se a trajetória pudesse ser olhada de forma gráfica a linha seria bem equilibrada e sempre crescente, sem grandes dificuldades.

Há pouco mais de cinco meses, Alexandre Ubaldo, 36 anos, conquistou um dos cargos mais desejados pela maioria dos hoteleiros: Gerente Geral na Tulip Inn Curitiba e região, da BHG – Brazil Hospitality Group, terceira maior rede hoteleira do país. Além disso, a companhia brasileira é pioneira em operar no segmento imobiliário especializada em hotelaria com foco em turismo de negócios.

ubaldo-alexander-bortolon

Alexandre Ubaldo, Gerente Geral na BHG

Alexandre, bacharel em Hotelaria e Turismo pela Universidade Norte do Paraná – UNOPAR, de Londrina- PR, sonhava com um futuro promissor e carreira sólida. Assim que concluiu a graduação em 2001 foi buscar na Europa uma especialização. “Queria a melhor universidade para fazer a pós-graduação”, conta, deixando a dica para profissionais atuantes na área.

Suíça, país origem do conceito de hospitalidade, foi sua escolha para a especialização em Gerenciamento de Hotéis ofertada na Glion Institute of Higher Education. A escolha da Suíça não foi a toa, além de estar no coração da Europa o país fica próximo da França, Alemanha e Itália, locais de numerosas organizações internacionais.

Mas para chegar à Suíça e bancar a especialização, Alexandre trabalhou de 2002 a 2006 como supervisor de reciclagem na empresa Recidan Informática, em Portimão, Portugal. Com economia suficiente para pagar seus estudos na Suíça, Alexandre realizou seu primeiro grande objetivo e concluiu sua especialização em 2007.

Melhores oportunidades de emprego, esta era a nova meta do profissional Alexandre. E seus maiores desejos eram encontrar nos Estados Unidos da América a oportunidade para se dedicar aos serviços de colocar em prática a visão empreendedora e rigor acadêmico vivenciados na Suíça. Trabalhou no Delamar Greewich Harbor, em Greenwich, a cerca de 40 minutos de carro de Nova York, por um ano desempenhando as funções de Manager Training e Housekeeping Manager.

O ano de 2009 marcou seu retono ao Brasil. Foi para a Bahia onde já assumiu a posição desejada por muitos profissionais graduados em hotelaria, o cargo de Gerente Geral na Etnia Pousada e Boutique, na cidade de Trancoso. Durante um ano e sete meses foi responsável por diversas conquistas no empreendimento, mas principalmente pela abertura do mercado internacional.

Como reconhecimento do excelente trabalho realizado no Brasil, Alexandre recebeu um convite para retornar para os Estados Unidos e trabalhar para o mesmo hotel onde havia atuado, o Delamar Greenwich Harbor. Porém, desta vez no cargo de Gerente Operacional. O convite foi recebido no ano de 2011 e aceito com muito orgulho por ele onde permaneceu por mais dois anos e meio.

Com as vivências no exterior, Alexandre pode ostentar em seu currículo a fluência em inglês e espanhol e ainda sabe se comunicar em italiano e francês, além da língua materna, o português.

Com um currículo de dar inveja, Alexandre afirma que de todas suas experiências profissionais até o momento nunca foi demitido. “Sempre recebi reconhecimento dos trabalhos que realizei e as empresas sempre deixaram as portas abertas para mim”, destaca. Para ele, os Estados Unidos é um de seus locais preferidos para trabalhar. “Os norte americanos e o sistema deles são muito práticos, tornando o trabalho fácil de executar”, explica.

De volta ao Brasil, em 2013, Alexandre assume a gerencia geral do Agulhon Hotel, na cidade de Primavera do Leste, no Mato Grosso. Na cidade que se destaca pelo agronegócio, ele atuou na gestão de uma equipe composta por 50 colaboradores por um ano e nove meses, até meados de 2015. “Acredito que é o dia- a dia que faz um bom gestor. Para profissionais bem qualificados não existe crise”, aconselha o profissional.

Para muitos profissionais essa é uma trajetória profissional de sucesso, mas Alexandre tem expectativas ainda mais promissoras para o futuro. Mesmo já tendo assumido posições de destaque nas empresas que atuou assim que pisou em solo brasileiro com seu certificado suíço em mãos, um de seus objetivos ou metas do ano de 2014 era trabalhar sua imagem profissional, fazer uma análise da carreira e revitalizar o currículo profissional. Foi nesse ano que buscou auxílio com a QI profissional, empresa especializada em orientar e acompanhar a carreira de profissionais na área de Hotelaria e Gastronomia.

“Com a assessoria da QI fui muito mais além de uma atualização do currículo e desenvolver um perfil que apresentasse claramente minhas experiências no linkedin, por exemplo. Foi um up grade profissional”, comenta.

O Diretor da QI Profissional, Márcio Moraes, resume o profissional de forma singular e explica que a empresa que souber aproveitar os talentos de Alexandre terá um colaborador diferenciado e altamente produtivo.  “Alexandre tem uma particularidade, toma decisão analisando todos os pontos, sejam favoráveis ou desfavoráveis, não é movido pela subjetividade e traça seu caminho com passos firmes. Em competência comportamental, Alexandre é um profissional observador e detalhista, capaz de lidar com tarefas complexas e minuciosas. Une conhecimento operacional, administrativo e financeiro, característica essencial para o sucesso no cargo de gerente geral. Alexandre aprecia atuar com aspectos concretos, como dados, informações, sistemas, tecnologia, conceitos e procedimentos, em que possa utilizar seu potencial de análise, organização e estruturação de processos”, analisa.

Seguindo sua trajetória, ainda em 2015, Alexandre se despede de Mato Grosso e aceita um novo desafio no estado do Paraná, assumindo a gerência do Bristol Portal do Iguaçu Curitiba, em Curitiba. É um retorno para o estado onde nasceu e vivenciou grande parte de seus primeiros passos profissionais. As expectativas dele para o futuro não param por aí e reafirmam seu perfil minucioso e de alta qualidade. “Uma diretoria ou superintendência são posições que almejo alcançar”, revela.

Apenas seis meses depois de retornar ao seu estado de nascimento uma nova oportunidade vem ao encontro do profissional. A gerência geral da unidade da terceira maior rede do país, localizada também em Curitiba. Seguro em relação a si, Alexandre abraçou a oportunidade.

Aristóteles definiu perfeitamente o termo vocação que é derivado do verbo latim “vocatione” que significa chamado: Onde uma necessidade do mundo e os seus talentos se cruzarem, aí está sua vocação.

Para aqueles que ainda estão confusos em relação a que direção tomar na área profissional o conselho é para buscar e refletir, antes de mais nada, o que verdadeiramente se quer. É preciso se organizar internamente para que através do conhecimento de si mesmo seja possível entrar em contato com nossas potencialidades, habilidades, capacidades e, principalmente, com o sentido da vida para cada um de nós.

Comments closed.